É Melhor Viajar em Portugal de Comboio ou de Avião?

Perguntar se é melhor viajar entre cidades portuguesas de avião ou de pxrcomboio é uma possibilidade muito rec
ente. Até há bem pouco tempo, as ligações aéreas que faziam sentido eram para as regiões autónomas dos Açores e da Madeira (Ponta Delgada e Funchal, respetivamente). Naturalmente existiam voos Porto-Lisboa e Porto-Faro, e também Lisboa-Faro, mas eram relativamente caros, tendo em conta a concorrência não só do comboio, mas também do transporte rodoviário público (a Rede Expressos) e do próprio automóvel.

Lisboa-Porto: a ponte aérea

Em 2016, a TAP abordou o mercado interno com uma nova estratégia, disponibilizando voos durante todo o dia, entre a madrugada e a noite. Os preços podem oscilar entre os 35 e os 100 euros, em função de vários fatores. Para quem procura chegar ao seu destino o mais rapidamente possível, esta é uma opção interessante, seja para quem viaje por motivo de negócios ou para quem queira fazer um “city break” (num fim de semana, por exemplo) e aproveitar cada minuto. Por outro lado, os bilhetes de comboio serão sempre mais baratos e, atualmente, a viagem pode demorar cerca de 3 horas, pois a CP ripostou à ofensiva da TAP.

Porto-Faro

Um voo do Porto para Faro demora pouco mais de 1 hora e, se reservado com antecedência, pode ser uma forma de conjugar a velocidade com a poupança, pois os gastos com portagens e gasolina são consideráveis, para quem se desloca de automóvel.

Voos para Bragança

O avião para Bragança foi notícia pela suspensão do serviço, durante a intervenção da Troika, uma vez que se trata de um serviço deficitário, utilizado por poucas pessoas. Não obstante, o serviço foi retomado no final de 2015. A companhia operadora é a Aerovip, e os voos, sendo conhecidos por “Bragança”, por ser esse o destino final, fazem na verdade várias escalas. O serviço une os aeródromos de Bragança, Vila Real, Viseu, Cascais e Portimão. Pode, assim, ser uma alternativa a considerar para se chegar ao Algarve ou à Beira Alta.

Leave a Comment

Your email address will not be published. Required fields are marked *