Explorar Portugal de Comboio

O comboio é uma forcmm67r8weaa17ngma diferente e bastante agradável de se fazer turismo. Esqueça os problemas de estacionamento, as portagens e simplesmente sente-se à janela, contemplando a paisagem com olhos de ver, absorvendo cada detalhe. Sem dúvid
a que é outra forma de viver o espírito do “slow movement”, que convida as pessoas a fazer uma pausa do ritmo de vida acelerado que se leva, hoje em dia. A CP está atenta à vontade de viajar dos turistas seus clientes e prepara diversas promoções que lhes são direcionadas.

Intra-Rail

Se já havia o Inter-Rail, que permite aos jovens conhecer a Europa através de comboio, porque não um “Intra-Rail”, para conhecer o país da mesma forma? É destinado a jovens entre os 12 e os 30 anos.

Comboio Histórico do Douro

Embarque na Régua e siga entre o rio, os socalcos de vinhas que são Património da Humanidade e os túneis que se construíram para que o comboio pudesse vencer estas fragas intermináveis. O veículo é movido a vapor, como não podia deixar de ser.

Rota das Aldeias Históricas

Siga ao longo do Tejo e depois penetre na Beira Baixa, a terra de fronteira onde quem desce da Estrela já pressente o Alentejo. O programa inclui uma passagem pelo monumento natural das Portas de Ródão e pelas aldeias históricas de Monsanto e Idanha-a-Velha.

Rota das Vindimas

Também ao longo da Linha do Douro, desloque-se do Porto até ao Pinhão para sentir em pessoa o verdadeiro espírito das vindimas.

Outras rotas da CP incluem:

  • Évora
  • Avieiros do Tejo
  • Cerejas do Fundão

E se quiser ir “motu proprio”?

Basta pegar nas tabelas e nos horários da CP e desenhar o seu próprio plano. A partir de Lisboa, por exemplo, a Linha do Oeste leva-o até Torres Vedras (a cidade cujas fortalezas detiveram Napoleão), Caldas da Rainha (terra de Bordalo Pinheiro e do Zé Povinho) e deixam-no literalmente a 100 metros da praia, em S. Martinho do Porto.

Leave a Comment

Your email address will not be published. Required fields are marked *